A comovente oração de um soldado soviético que se converteu antes de morrer

Uma das metas do comunismo é destruir a fé, os jovens da URSS eram submetidos a um ateísmo massacrador, mas isso não impediu que vocações surgissem em meio à terrível perseguição que sofria os cristãos. E foi nesse contexto que o militar Aleksander Zacepa escreveu a oração abaixo pouco antes de morrer. A oração foi publicada em 1972 em uma revista clandestina. Essa é uma tradução feita a partir do site Relgion en Libertad:



Escuta, ó Deus! Em minha vida não falei nenhuma vez contigo, mas hoje me dá vontade de fazer uma festa.
Desde pequeno me disseram que Tu não existes… E eu, como um idiota, acreditei. 

Nunca contemplei tuas obras, mas esta noite, dentro de uma cratera feita por uma granada, vi o céu cheio de estrelas e fiquei fascinado por seu resplendor. 

Nesse instante compreendi como é terrível o engano. 
Não sei, ó Deus, se me darás tua mão, mas te digo que Tu me entendes… 

Não é algo incrível que em meio a um inferno tenebroso me tenha aparecido a luz e te tenhas descoberto? Não tenho nada mais que dizer-te. Sinto-me feliz, pois te conheci. 

À meia-noite temos que atacar, mas não tenho medo, Tu nos olhas. Deram o sinal! 
Tenho que ir. Que bom se estiver contigo! 

Quero dizer-te, e Tu sabes, que a batalha será dura: Talvez esta noite eu vá bater à tua porta. Se bem que até agora não fui teu amigo, quando eu partir, me deixarás entrar? 

Meu Deus, eu irei… será difícil regressar. Mas, o que me acontece? Choro? Meu Deus, olha o que me aconteceu. Somente agora comecei a ver com clareza… Que incrível, agora a morte não me dá medo.

Eucaristia profanada na Coreia do Sul



Sim, não foi na comunista Coreia do Norte, mas na República da Coreia do Sul, país do católico Bang Ki-moon! Em Jeju Island, o Pe. Bartholomew Mun Jung-hyun celebrava ao ar livre uma Missa quando, na altura da celebração da Eucaristia, um grupo de uns 20 polícias passou com um caminhão de cimento para entrar no canteiro de obras de uma nova base naval no local. O Pe. Mun, que podemos ver na foto pegando as hóstias caídas, foi jogado no chão pelos agentes. Segundo testemunhas, um dos polícias pisou as hóstias. "Pisar ou danificar a Eucaristia é um insulto para os católicos", disse o Pe. John Ko Buyeong-soo, presidente da Comissão de Justiça e Paz da diocese de Cheju, que exigiu que as autoridades fizessem uma investigação e pedissem desculpas pelo sucedido.

Apesar de ser uma notícia de um fato que já aconteceu há um bom tempo, recomeço com o blog postando ela para que vejamos que o ódio aos cristãos tem avançado de maneira alarmante.

Carta de um sacerdote sírio

Queridos amigos,

Escrevo com grande pesar e com o coração profundamente ferido por toda a violência dos terroristas muçulmanos que tem sacudido diariamente a Síria e também golpeado o Líbano.

Prova disso é o recente ataque terrorista de Beirute, onde um carro-bomba dos rebeldes islâmicos matou mais de quarenta civis e deixou outros cinco feridos.

O medo e horror é visível em nossos olhos. Tudo foi envolvido na dramática espiral de sangue onde centenas de pessoas perdem a vida todos os dias.

Isto, queridos amigos, é só uma gota do oceano de violência que todos os dias nossos irmãos cristãos são obrigados a suportar.

Na Síria, nesse mês agosto em Homs, na aldeia cristã de Marmarita onde há um santuário dedicado à Virgem, os terroristas da Frente Al Nusra ocuparam o antigo castelo, por se uma posição estratégica, e dali realizaram um novo massacre.

Atrocidades indescritíveis foram cometidas contra inocentes civis que tornaram-se vítimas do turbilhão de violência cometido por estas “bestas sanguinárias”: trinta e cinco cristãos foram mortos, não se sabe o número de feridos e mais duzentas mulheres (especialmente meninas) fora sequestradas, literalmente arrastadas a força para escravidão em Der Zor, bastião terrorista da Frente al Nusra.

O destino de cada uma delas ficará marcado pela violência e crueldade com que serão torturadas e estupradas até a morte.

A violência continua na cidade de Damasco, onde ainda hoje os terroristas islâmicos bombardearam o bairro cristão e queimaram mais uma igreja, e é sempre dirigida ao “coração” dos cristãos que não abandonaram sua pátria para poder defender o que há de mais sagrado para todo ser humano: a dignidade humana e o direito de professar livremente sua fé.

O objetivo deles é destruir a qualquer preço todos os lugares que durante dois mil anos têm sido o “berço” do cristianismo e fazer com que todos estejam sob a lei islâmica, como ocorreu no Afeganistão.

Já não há mais lugar seguro para nossos irmãos cristãos, dia após dia, só restou a dor e as lágrimas das mães desesperadas, pois matam seus filhos e sequestram suas filhas, os idosos vivem no silêncio impotentes diante de tanta crueldade, horror e devastação, e os pais sofrem igualmente por não poderem defender suas famílias nem dar-lhes um lugar seguro.

Amigos. Vejo todos os dias imagens de atrocidades como as que tenho contado, ficam em minha mente, e meu coração está cheio de angústia, peço que unam-se a nós em fervente e constante oração ao Imaculado Coração de Maria, nossa mediadora com Deus, para que a semente da paz habite cada coração.

Mais uma vez peço seu apoio, sei que tem feito muito, mas me pedem cada vez mais, necessitamos de toda ajuda que cada um de vocês possa nos dar, ajuda econômica e material, por favor, não desconsidere meu clamor, pois é o de milhares de vozes que gritam desoladas e que agora vivem apenas entre a dor e as lágrimas com tudo perdido.

Que o Senhor abençoe a ti e sua família. Seu irmão em cristo.

Padre Nader Jbeil

Diretor da Rádio Sawt em Sama (Síria)

Fonte: Criz de San Andrés Visto em: Confraria de São João Batista

"Os gentios devem morrer" - Judeus atacam um mosteiro em Israel

Um grupo de judeus atacaram um mosteiro em Beit Jamal, no centro de Israel, com um coquetel molotov, deixando também no muro as mensagens “Os gentios devem morrer” e “preço a pagar”.

O patriarca Fuad Twal visitou o local e denunciou os repetidos ataques cometidos por israelenses contra igrejas e locais sagrados no país.

O arcebispo ortodoxo grego, Atallah Hanna, também denunciou o ataque ao monastério e declarou que a natureza desse ato terrorista é similar aos frequentes ataques realizados por colonos israelenses.

Nos últimos anos, os locais cristãos em Israel tem sido palcos de crimes de ódio por parte de judeus radicais.

Esses ataques estão diretamente relacionados com a campanha “preço a pagar” movida por israelenses contrários a remoção de colonos judeus nos territórios palestinos.

Fonte: Do espanhol Alerta Digital

A conversão do Ex-protestante Marcos J. Siqueira e a volta do In Praelio



É fato perceptível que já não tenho mais tempo para atualizar o blog. Todas as vezes que abro essa página penso em encerrá-la, mas então vejo as estatísticas e fico impressionado como o site ainda é acessado. Por isso ainda não finalizei o In Praelio, pois há material que ainda é bastante utilizado, principalmente no campo da apologética com os textos que escrevi para o Cai a Farsa.

Mas, esses dias quando mais uma vez pensava em desistir desse apostolado acabei me deparando com o depoimento de um ex-protestante onde esse meu humilde trabalho foi peça importante para sua conversão. Sinto meus ânimo renovado e tentarei ressuscitar esse projeto com a graça de Deus. Deixo abaixo o link do depoimento:

Dom Luiz Bergonzini aos Blogueiros e Internautas de Cristo

Grupelhos, como o dos 16 juristas convidados para a "reforma do Código Penal" se julgam no direito de contrariar todo o povo brasileiro.  O povo quer leis mais rígidas para preservação das vidas dos inocentes:  dos que ainda estão no útero de suas mães,  das crianças que são brutalmente assassinadas nas escolas, com balas perdidas ou propositadamente,  dos trabalhadores que são assassinados quando se dirigem para o trabalho, das pessoas que são assassinadas nos semáforos,  das mulheres que são estupradas e assassinadas por maridos, amigos, conhecidos, dentro e fora de casa. Pais e mães de família são assassinados brutalmente deixando filhos desamparados, sem que nada se faça contra os bandidos. Vidas, vidas e vidas são perdidas.  O povo pode continuar aprisionado em grades, cercas elétricas, câmeras, circuito fechado, carros blindados e outras tecnologias para diminuir o medo ou dar a impressão de segurança. A impunidade aumenta a cada dia. O parlamento age ao contrário, protegendo o criminoso:  bandido não pode ser algemado, bandido não pode ser preso, bandido não pode sofrer constrangimentos. Como disse o Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales,  "bandido tem direitos humanos, mas não tem o direito de ser bandido"

Grupelhos de feministas, lideradas pelos partidos de esquerda, à frente o PT, Dilma Vana Rousseff, Eleonora Menicucci se acham no direito de impor o aborto a todo o povo cristão brasileiro. A verdadeira mulher brasileira,   Renata Gussom Martins, mostrou no Senado a garra, a coragem, o amor à família e aos filhos e, principalmente, quem representa as brasileiras. 

Grupelhos se apoderaram da administrações públicas e a corrupção é o principal motivo de afastamento de ministros, parlamentares, prefeitos, governadores. A corrupção mata gestantes e milhares de brasileiros que deixam de receber tratamento médico e de ter atendimento de saúde especializado porque o dinheiro que iria para a saúde foi roubado por algum ministro, prefeito, vereador, governador.

A estrutura política está deteriorada.  Os parlamentos perderam sua função, tornando-se órgãos homologatórios das vontades dos executivos. Políticos, como Lula, e partidos, com o PT, que acusavam outros de ladrões, de picaretas,  que pregavam a ética, se juntaram aos que eles acusavam e se tornaram os piores exemplos para o país.  Vários partidos não têm princípios nem ética nenhuma.  São adversários numa cidade e compadres noutra. Cheios de "conchavos" e "marqueteiros" para esconder as mentiras e mostrar um Brasil ilusório e imaginário para o povo.  Parece que ninguém está interessado nas pessoas que ficam nas filas de postos de saúde, de hospitais, que aguardam meses ou anos para uma consulta de câncer.  Parece que os políticos pensam unicamente nos seus interesses e nos projetos de poder partidários ou nos de seus dirigentes e candidatos.

As universidades se transformaram em redutos partidários ou doutrinários.  Alguns mestres não ensinam os alunos a pensar, mas a ser partidário desta ou daquela causa, deste ou daquele partido. Parte da imprensa está encabrestada por ideologias, partidarismos ou dinheiro,  a ponto de, insanamente, apoiar projetos de censura a ela mesma.  Infelizmente, até uma parte dos integrantes da Igreja Católica, como vem alertando o Papa Bento XVI,  precisa refletir melhor sobre o relativismo e conduzir os fieis para o caminho certo de Jesus Cristo.   

2012 não é o ano do fim do mundo.  Chegou a hora do Brasil da Verdade, moderno, honesto, transparente, visando somente o bem estar do povo, respeitando a religiosidade de cada um, sem mentiras, mentiras, mentiras, sem ditaduras de esquerda, de centro,  de direita,  de gays, de abortistas, de traficantes, de bandidos, de milícias, ou qualquer tipo de aprisionamento que imaginam que permitiremos que nos imponham.

A Internet veio para revolucionar o mundo, para impedir que as pessoas continuem mentindo. O dia 21.03.2012 poderá ser o marco da virada da página desse Brasil moralmente apodrecido para o início de um  Brasil com Cristo.

Vocês, blogueiros e internautas de Cristo, são os  "caras limpas da Internet" que transformarão o Brasil, sem se deixar ser usados. Estejam todos a postos para, daqui para frente, mostrar que vocês querem um Brasil da Verdade, diferente de todos os que foram propostos anteriormente, um Brasil com Jesus Cristo.  

Embora com 75 anos de idade, continuarei firme na minha fé em Jesus Cristo e combatendo o bom combate, com todas as minhas forças,  em defesa do Evangelho e da Vida humana. Somente a morte me calará!  

Chegou a hora do Brasil da Paz e do Bem,  do Brasil da Verdade e da Vida, do Brasil de Jesus Cristo!   
O Brasil dos Blogueiros e Internautas de Cristo! 
Não tenhais medo! Não tenhamos medo!
Dom Luiz Gonzaga Bergonzini
Bispo Emérito de Guarulhos
Jornalista MTb 123
www.domluizbergonzini.com.br

Na Coréia do Norte, católicos figem contar feijões para rezarem o rosário.

Um repórter da agência Fides mostrou ao mundo a dificuldade de ser verdadeiramente católico sob as terríveis asas do regime coreano, amado pela esquerda brasileria.

Segundo as autoridades norte-coreanas existem cerca de 3.000 católicos no país, no entato, em 1945, essa cifra era de 50.000. "Nós suspeitamos que, após o longo período de perseguição, ainda existam cerca de 10 mil pessoas que professam a fé católica em seus corações e a praticam em segredo", disse Pe. Lee Eun-Hyung, Secretário-geral da “Comissão pela Reconciliação do povo coreano”, da Conferência Episcopal da Coreia.

Segundo o padre refugiados relatam que mulheres idosas sentam-se em círculo e enquanto figem contar feijões rezam o rosário. É essa a situação dos cristãos na Coréia do Norte, e esse o sonho dos esquerdistas brasileiros.

Fonte: Relión en Libertad

O combate continua...